Em 19/05/2020 às 20h24


Live da Vasco TV com Pec, Paulinho e Vinícius recebe participações especiais

Por: Matheus Babo

São Januário, Rio de Janeiro

A Vasco TV segue funcionando mesmo nos tempos de isolamento social. Nesta terça-feira (19/5), o canal promoveu o encontro dos Meninos da Colina Gabriel Pec, Vinícius e Paulinho, que atualmente defende o Bayer Leverkusen (ALE). Os três bateram um papo com o apresentador Sandro Gama, o assessor de imprensa Carlos Gregório Júnior e receberam alguns convidados especiais.

image

Uma das surpresas para Paulinho foi rever o gol marcado na vitória do Vasco por 2 a 1 sobre a Ponte Preta, em 3 de dezembro de 2017. Com esse triunfo, o clube avançou à Libertadores. Antes de a bola rolar, a torcida praticamente "carregou" o ônibus e Paulinho filmou a galera em São Januário.

- Com certeza foi o jogo mais marcante que tive junto com a minha estreia como titular. Pela atmosfera do jogo e pelo que representava para a gente essa classificação para a Libertadores depois de o Vasco viver anos de dificuldade, vindo em 2016 da Série B. Nesse ano, o Eurico Miranda botou o objetivo de ir para a Libertadores. Quando Zé chegou, ele abraçou esse objetivo, e a gente conseguiu montar um bom elenco. Esse dia ficou marcado na história pela festa que a torcida do Vasco fez. Daquela situação no portão com a torcida em volta do ônibus, eu tenho o vídeo até hoje no meu telefone. Eu de dentro do ônibus filmando aquela entrada e com certeza arrepia até hoje.

Paulinho ainda garantiu que pretende voltar para a Colina Histórica no futuro:

- Com certeza, esse é o meu maior desejo, sempre converso com meus pais. Não tem como apagar essa história com o clube que me formou e me deu todo suporte para eu chegar onde cheguei. Com certeza um dos meus maiores desejos é um dia voltar a vestir a camisa do Vasco. 


PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS

A live contou com participações muito especiais. O primeiro a chegar foi o zagueiro Ricardo Graça, que chegou brincando com Paulinho, seu ex-companheiro no Vasco e na Seleção Olímpica e com a dupla Pec e Vinícius.

- Só tem correria. Cheguei pra botar ordem na casa - brincou o zagueiro.

Logo depois, a dupla Duzão e Gustavo Góes, do Grupo Menos é Mais, entrou como surpresa para Paulinho e os outros três vascaínos, que pediram algumas músicas e ouviram a promessa de Gustavo no fim da palhinha:

- Quando a quarentena acabar a gente vai fazer um pagode juntos.

Depois, quem deixou um abraço para Pec e Vinícius foi o MC Don Juan. Os depoimentos não pararam. Ex-treinadores dos atletas na base como Bruno Almada e Celso Martins, falaram para Vinícius e Pec. Mário Jorge e Carlos Amadeu, que treinou Paulinho na Seleção Brasileira Sub-17 também deixou sua palavra.


CONFIRA OUTROS TRECHOS DA LIVE

PEC: "No profissional, cheguei como ponta porque no sub-20 o professor Marquinhos me botou na ponta-direita, foi quando comecei a evoluir. Foi uma adaptação, foi difícil um pouco por questão de força física, mas estou trabalhando firme para continuar evoluindo e dar bastante alegria ao torcedor vascaíno"

Vinícius: "Sempre joguei na ponta, seja na esquerda ou na direita. Tenho espaço para fazer minhas jogadas e para lançar na área. Como ele falou, tudo é a adaptação. Isso é com o tempo, e vamos nos acostumar"

Pec: "Realmente na pré-temporada pude me destacar bastante nos amistosos, podendo ajudar também com gol e excelentes treinos. Professor Abel me deu minha primeira oportunidade de titular. Foi uma experiência muito nova para mim, serviu de aprendizado. Estou me dedicando muito a dar muitas alegrias às torcida vascaína. Estou trabalhando firme, acredito que tenho de ganhar mais força muscular. Nunca deixo de trabalhar e espero dar muitas alegrias"

Vinícius: "Ele é muito dedicado. É um espelho para muitos meninos, já conheço e acompanho há muito tempo"

Paulinho: "Como apaixonado por futebol, sempre acompanhei essa era de craques Cristiano Ronaldo e Messi, não à toa estão no topo. Pelo meu estilo, sempre me espelhei no Cristiano Ronaldo sempre botando desafios para evoluir a cada obstáculo"

Paulinho: "Minha adaptação acho que foi bem tranquila em relação ao que as pessoas falam, de que a cultura da Alemanha é totalmente diferente. Provei disso no começo. Foi um pouquinho difícil, mas como vim com a minha família, consegui me adaptar rapidamente e sempre estive pronto para qualquer desafio e oportunidade"

Comente essa notícia

Videos

Rolé no Rio - Leandro Castan

desenvolvido por: