Em 12/10/2015 às 11h49


Maria Vitória brilha outra vez e conquista o brasileiro mirim no salto triplo

Por: Thiago Moreira

O que todos esperavam, aconteceu. Sem dar brechas para surpresas, o fenômeno do atletismo vascaíno, Maria Vitória, conquistou seu segundo título brasileiro em menos de 24 horas. Neste domingo (11/10), no Estádio Ícaro de Castro Mela, no Ibirapuera, em São Paulo, a jovem vascaína fez 11,64 metros no salto triplo e voltou para o Rio de Janeiro com dois ouros em duas provas diferentes. No último sábado (10) o topo do pódio veio no salto em distância, com quebra de recorde pessoal.

- Estou muito contente! Venho treinando estas duas provas com muita vontade durante todo ano. Fiquei feliz ontem pela melhora da minha marca pessoal no salto em distância. Hoje, não consegui melhorar meu melhor salto, mas foi o suficiente para me tornar campeã. Apesar disto, gostei demais das sequencias de saltos que fiz. São duas provas que gosto muito. Estas medalhas representam muito para mim - afirmou a campeã brasileira.

Única atleta a conseguir a marca de dois títulos brasileiros em duas provas diferentes durante o torneio nacional, Vitória mantém sua brilhante e surpreendente carreira. Porém, ano que vem já será em outra categoria. Última competição no ano de 2015, o Campeonato Brasileiro Interclubes Mirim foi o derradeiro evento da saltadora na categoria de até 15 anos. Ano que vem, novas provas na categoria menores, até 17 anos. Entretanto, a faixa etária acima não é novidade para a atleta, que ficou em terceiro lugar no Brasileiro de Menores, disputado este ano.

- Sensação de dever cumprido. Estas medalhas marcaram uma fase da minha vida. Treinei bastante para chegar bem em todas as competições, não só os Brasileiros, mas como o Estadual, o Intercolegial, que também consegui o ouro. Graças a Deus tive êxito em completar da melhor forma possível o meu ano na categoria mirim. Agora é continuar focada para ano que vem chegar ainda mais forte na nova categoria, onde já tive boas experiências - afirmou Maria.

Na outra prova em que a jovem disputaria neste domingo, o revezamento 4x75, as vascaínas queimaram e não conseguiram medalhas. De volta a cidade carioca, a cruzmaltina só pensa em continuar treinando forte para aumentar ainda mais o nível de competitividade. A fala da atleta, porém, dá um espaço rápido para o assunto comemoração. Apesar do grande foco em sempre estar no auge, a saltadora, que deixa a categoria mirim como primeira no ranking nacional, admite que a festa será grande quando chegar a Cidade Maravilhosa. Além disto, a jovem deixa claro o que espera para o seu futuro.

- Quando eu chegar no Rio de Janeiro, claro que irei comemorar. Foram quatro medalhas de ouro em três finais de semana. Medalhas importantes. Vou comemorar com minha família, que sempre me incentiva e me ajuda. A melhor coisa é poder compartilhar este momento com eles. Para o futuro, eu pretendo chegar a uma Olimpíada. O sonho de qualquer atleta é este. Mas tenho certeza que nada se consegue ser suor, sem treino. E, para isto, tenho que continuar treinando e me doando ao máximo para chegar forte nas próximas competições, para, mais lá na frente, alcançar uma Olimpíada - disse a vascaína

Crédito da foto: Fernanda Paradizo/CBAt

Comente essa notícia

Videos

Rolé no Rio - Leandro Castan

desenvolvido por: