Em 14/08/2014 às 15h44


Torcedora alucinada, Brenda realiza sonho no feminino do Vasco

Por: Vasco.com.br

Vascaína desde a barriga da mãe, Brenda é destaque do time sub-17- Foto: Vasco.com.br

Ela poderia ser apenas mais uma torcedora de arquibancada, mas quis o destino que sua enorme paixão pelo esporte mais popular do país a tornasse uma das representantes do Vasco, seu clube do coração. Torcedora do cruz-maltino, Brenda de Farias, ou simplesmente "Brendinha", é uma das milhares de garotas que brilham nas equipes de futebol feminino do Gigante da Colina. A jovem fez parte do grupo que conquistou no ano passado o inédito título da Copa do Brasil Escolar sub-17.

Hoje com 17 anos, a carioca não teve um início de carreira muito diferente das colegas de clube, porém só começou a praticar o futebol graças a influência de seu tio. Por ter visto seu pai falecer dentro dos gramados, Rubens foi impedido pela mãe de se tornar jogador do profissional e viu na sobrinha uma forma de alimentar sua paixão pelo esporte. Além de jogar pela escola, a atual meio-campista do time sub-17 mostrava seu talento nas ruas de Estácio. Fui numa de suas exibições que Brenda viu sua vida mudar.

- Eu morava perto do Valfrido, um treinador aqui do Vasco. Um dia estava indo jogar na rua e ele me viu com a bola na mão. Ele falou comigo e me pediu para fazer um teste no Vasco. Fiz o teste e passei. Foi a partir daí que comecei a jogar de verdade. Isso aconteceu em 2009 - revelou a camisa 17.

Na infância, Brenda costumava acompanhar os jogos do Vasco- Foto: Arquivo Pessoal

Ser aprovada e passar a ser uma atleta do Vasco da Gama foi a realização de um sonho para Brendinha, que nasceu no ano do tricampeonato brasileiro. Antes mesmo de nascer, quando ainda estava na barriga de sua mãe Niedja, a jovem já frequentava os estádios para acompanhar partidas do Vasco. A rotina seguiu a mesma após seu nascimento. Ao lado do pai Paulo Balbi, também vascaíno, a jogadora se tornou figurinha carimbada nos jogos do Gigante da Colina em São Januário.

- Antes de chegar no clube eu já era vascaína. Meu pai sempre foi vascaíno, assim como minha mãe. Ela ia para os jogos quando estava grávida de mim. Eu sempre tive uma relação muito forte com o Vasco. Frequentava bastante São Januário antes de passar a jogar pelo clube. Ficava imaginando como era jogar pelo Vasco. Ficava pensando como deveria ser maneiro defender as cores do clube do seu coração. Era um sonho. Graças a Deus ele virou realidade - afirmou a garota. 

Embora tenha feito parte do grupo que perdeu a Copa Almirante sub-17 em 2010, Brenda conquistou mais vitórias do que derrotas ao longo de sua trajetória pelo Vasco. Dentre os diversos torneios vencidos, destacam-se os Campeonatos Estaduais de 2012 e 2013, além da Copa do Brasil Escolar de 2013, já citada anteriormente.

- Minha trajetória vem sendo a melhor possível. Fui muito bem recebida e sigo sendo bem tratada por todos os profissionais. Eles me ajudaram a evoluir bastante. Nossa equipe sempre foi muito forte e por isso conquistei muitos títulos desde que cheguei. A competitividade é muito grande, mas é isso que torna uma equipe vencedora. Ganhamos a maioria dos campeonatos que disputamos desde 2009 - declarou Brendinha. 

Brenda durante partida do Vasco na temporada de 2014- Foto: Thiago Ribeiro

Quando diz para os amigos que São Januário é sua casa, Brenda não está exagerando. Além de treinar três dias na semana, a garota faz academia no clube e estuda no Colégio Vasco da Gama. Ao falar sobre sua relação com o Gigante da Colina, a armadora  não esconde a emoção.

- Eu moro aqui no Vasco. Se antes de virar atleta eu ficava em São Januário direto, agora que passei a ser jogadora do clube, mais ainda. Estudo e passo todos os dias da semana no Vasco. É Vasco praticamente 24 horas por dia, não tenho como fugir. O Vasco para mim é uma casa. Eu passo mais tempo no clube do que na minha própria casa. O Vasco é minha segunda família. Construí grandes amizades aqui dentro - disse, emocionada, a jovem.

Como torcedora, a meia tem como principal característica seu jeito alucinado de torcer. Brenda é daquelas que arruma briga para proteger os interesses do Vasco. Há exatamente três anos, quando ainda possuía 14 anos, a talentosa jogadora passou a madrugada cantando músicas do Gigante da Colina na rua. O motivo? A inédita conquista da Copa do Brasil. Nem mesmo a reclamação de torcedores rivais fez a camisa 17 parar de comemorar.

- Eu vi a final da Copa do Brasil com alguns amigos longe de casa. A partida foi muito tensa. Quando acabou o jogo, eu sai correndo pela rua com a bandeira e cantando músicas do Vasco. Passei a noite toda pelas ruas comemorando. Eu sou uma torcedora bem louca. Eu até me controlo mais quando me coloco no lugar dos jogadores, mas sou daquelas que compra briga para defender o time do coração (risos) - declarou. 

Brendinha estuda no Colégio Vasco da Gama- Foto: Rener Pinheiro- Vasco.com.br

MAIS SOBRE BRENDA FARIAS

Nome Completo: Brenda de Farias Balbi

Data de Nascimento: 15/02/1997

Local de Nascimento: Rio de Janeiro-RJ

Posição: Meio-campo

Categoria: Sub-17

Inspiração: Minhas companheiras de clube

Sonho: Ver o futebol feminino valorizado e com uma estrutura idêntica a do masculino

Frase: "A verdadeira grandeza há de ser acompanhada sempre pela humildade! Do contrário, a grandeza deixa de existir para converter-se em orgulho, sede de fama ou ambição de poder"

Com orgulo, Brenda beija o escudo do clube do coração- Foto: Vasco.com.br

Comente essa notícia

Videos

Rolé no Rio - Leandro Castan

desenvolvido por: