Em 28/07/2020 às 11h45


Grasseli aposta no foco do sub-20 na preparação de retorno aos campeonatos

Por: Assessoria de Imprensa*

São Januário, Rio de Janeiro

A equipe sub-20 do Vasco se reapresentou nesta segunda-feira (27/7) e terça-feira (28/7), em São Januário, depois de mais de três meses de distanciamento social. De acordo com as normas médicas, todos os atletas e membros da comissão técnica realizaram os testes RT, PCR e sorologia para Covid-19. O treinador da categoria, Alexandre Grasseli, falou um pouco sobre o tão esperado retorno e a adaptação aos protocolos exigidos pelas autoridades de saúde. 

image
Treinador fez o teste na última segunda-feira, em São Januário (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

- Foi feito um protocolo prévio em que foram passadas as diretrizes, aquilo que a gente deveria fazer ao chegar aqui no clube. Houve toda uma preparação para que a gente pudesse ter um retorno mais seguro, que nesse primeiro momento é o mais importante. Chegando em São Januário tudo aconteceu conforme programado, a recepção, higienização e os exames. Era uma ansiedade muito grande poder retornar, principalmente pelo tempo que ficamos fora - explicou Grasseli.

A primeira competição a ser disputada pelos Meninos da Colina é o Campeonato Estadual, que tem data de início marcada para o dia 9 de setembro. Já o Campeonato Brasileiro volta no dia 23 do mesmo mês, enquanto a Copa do Brasil retorna no dia 7 de outubro. Apesar do período de tempo significativo longe dos gramados, o técnico Grasseli ressaltou o planejamento que está sendo desenvolvido pela comissão: 

- Nós temos procurado trabalhar semana a semana, de acordo com o calendário. Estamos tendo a orientação do departamento de fisiologia e do departamento médico no nosso planejamento a longo prazo, que visa as estreias das competições, de modo que a gente consiga acompanhar o resultado dos atletas no que se refere ao desenvolvimento, ao cuidado clínico e a prevenção de lesão. Eu acredito que temos um tempo hábil até o início dos campeonatos. O Sub-20 do Vasco é excepcional; a capacidade que eles tem de treino e doação no dia a dia é incrível e isso vai facilitar o trabalho.

*Escrito pela estagiária Fernanda Vidon
Sob a supervisão de Sarah Borborema

Comente essa notícia

Videos

Rolé no Rio - Leandro Castan

desenvolvido por: