Em 02/07/2020 às 23h34


Ramon vê time em evolução e faz balanço do início de trabalho com o elenco

Por: Matheus Babo

São Januário, Rio de Janeiro

Novo técnico do Vasco, Ramon Menezes já comandou a equipe em duas oportunidades. Depois da vitória por 3 a 1 sobre o Macaé, no domingo, o Cruzmaltino voltou a campo nesta quinta-feira (2/7) e venceu o Madureira por 1 a 0. Após o jogo, o treinador fez um balanço sobre o início do trabalho e que esperava pelas dificuldades encontradas nesta partida. 

image
Ramon Menezes venceu os dois jogos em que esteve no comando (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

- Estou muito feliz dos atletas terem entendido o que pensamos e o que queremos. Falo da ideia de jogo e da mudança de comportamento. O nosso adversário já viu alguma da nossa equipe. Precisamos evoluir e melhorar, os jogadores sabem disso. Para colocar em prática nossa ideia, vamos ter que crescer muito na parte física. Claro, tem a parte técnica e tática - disse Ramon.

O comandante também avaliou os pontos positivos e negativos nas primeiras semanas de trabalho:

- Tivemos praticamente três semanas envolvendo parte tática e ideia. Ponto positivo foi o entendimento de uma ideia e a mudança de comportamento. Negativo é que precisamos evoluir, melhorar, e isso aí é com o tempo. Tenho muita confiança de que vamos evoluir e melhorar muito. Não dar continuidade no campeonato é ruim pela grandeza do clube, mas infelizmente não conseguimos.

CONFIRA OUTROS TRECHOS DA ENTREVISTA

Posicionamento de Pikachu
Toda vez que Yago (Pikachu) fazia projeção pro ataque, Larruso já tava ali para marcá-lo. Ora linha de cinco, ora linha de quatro. No segundo tempo, acho que o time se soltou mais. Fiz algumas substituições. Acho que quem está entrando já entendeu essa ideia. Nosso adversário dificultou muito. Se olhar o jogo passado, o adversário criou uma oportunidade. Hoje já tivemos mais dificuldades, já imprimiram velocidade no contra-ataque. Mas saio satisfeito porque a ideia a gente sente que eles já entenderam e o comportamento também. Agora é trabalhar e precisamos trabalhar muito.

Bruno César
Bruno vem trabalhando muito, teve uma mudança impressionante de comportamento, entendeu muito bem o posicionamento, já vem fazendo o que se espera dele. Vai crescer junto com o grupo. Jogador importante, já teve duas oportunidades de entrar e nos ajudar. Hoje entrou muito bem.

Concentração de gols em Cano
É um jogador muito importante, que já vem fazendo tudo o que se espera dele, que é colocar a bola para dentro. Se a bola chegar, ele tem essa capacidade. Jogador inteligente, se posiciona muito bem dentro da área, mas vamos ter que trabalhar muito porque a responsabilidade é de todos de fazer os gols. Temos criado muitas oportunidades, vários jogadores tiveram chances de fazer gols nesses dois jogos.

Jogos-treinos?
Vamos conversar com a diretoria. Lógico que é importante a gente pensar em situação de jogo-treino. Vamos trabalhar muito nesse período. Acho que tudo se resume ao trabalho. Em pouco tempo, já houve mudança de comportamento e a compreensão de uma ideia. Estou muito confiante para a sequência, sei que competições importantes e difíceis estão por vir. Temos o Brasileiro, que é super difícil e importante. A Copa do Brasil, em que já saímos atrás e que vamos ter que fazer grande jogo contra o Goiás. E a Sul-Americana, que se tiver, temos condições de fazer grande competição.

Talles
Talles vai crescer, a gente espera muito dele. Já mostrou que é capaz, jovem jogador. Vinha de lesão e de longo tempo parado. Estamos seguindo um protocolo porque sabe que ele não está em condições de fazer 90 minutos. No segundo tempo dele, a movimentação foi muito interessante. Ele vai ter que estar muito preparado porque os adversários virão com dobra de marcação, uma marcação muito forte. Vai nos ajudar muito. É um grande jogador. Algumas equipes virão a São Januário para jogar no nosso erro. Vamos ter que trabalhar em cima disso. É uma dificuldade imensa. Lógico que em algum momento você propicia o contra-ataque. Precisamos melhorar muito no sentido do pós-perda, de estarmos próximos. Isso é o tempo, é construção, é a melhor do condicionamento físico e a própria tática. A respeito de contratações, vamos sentar, conversar e ver o que é melhor.

Andrey
Andrey tem muita qualidade. Hoje ele se tornou uma referência dentro da equipe, embora seja jovem. Uma referência de superação Não vinha jogando no ano passado, terminou o ano com alguns jogadores na frente dele. Nesse ano, fez tudo o que se espera dele. Jogador muito técnico. Quando vê o jogo de frente, é problema para o adversário. Tem tudo para evoluir. Jogador jovem, com muito potencial e muita qualidade.

Jogador x treinador
Minha fase jogador já passou, estou vivendo esse momento intensamente. Pode ter certeza, torcedor do Vasco, que a entrega é total, praticamente de 24 horas. Vivendo muita coisa aqui dentro e me sinto muito feliz. Agradeço a todos os departamentos. Nessa semana, tivemos a presença efetiva do professor Lopes. Acho que a diretoria e jogadores têm me dado todo o apoio. Temos construído um respeito muito grande em relação ao nosso trabalho. Temos a consciência de que precisamos evoluir, e eles querem isso. O próprio entendimento e a mudança de comportamento. Estou muito feliz.

Lado esquerdo
É uma construção. Temos muito pouco tempo de trabalho e depois é a busca do equilíbrio. No lado esquerdo, o Talles vem de lesão e tem a própria adaptação do Benítez, que vai nos ajudar muito e demonstrar todo seu potencial. Ele já vem crescendo muito. Fixar o Henrique faz parte da ideia, para ele ser praticamente um apoio, mas ele também teve a oportunidade de passar hoje.

Comente essa notícia

Videos

Rolé no Rio - Leandro Castan

desenvolvido por: