Em 14/09/2019 às 22h09


Luxa ressalta importância de vitória sobre a Chape e pontuação dentro do planejado

Por: Assessoria de Imprensa

São Januário, Rio de Janeiro

A vitória por 2 a 1 sobre a Chapecoense, neste sábado (14/9), em Chapecó, deixou o técnico Vanderlei Luxemburgo bem tranquilo com o fim de primeiro turno do Vasco no Campeonato Brasileiro. O treinador ressaltou a importância de pontuar diante de um concorrente direto neste momento da competição, de manter um conforto para a zona de rebaixamento e chegar a pontuação que foi estipulada pela comissão técnica no planejamento ao assumir o time.

image
Treinador valorizou a vitória diante da Chapecoense fora de casa (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

- Além de ser um jogo difícil, as pessoas te recebem muito bem em Chapecó, tenho muitos amigos aqui. Não te hostilizam. É um jogo de futebol. Sabia que seria difícil, precisávamos da vitória para terminar dentro da pontuação que estipulamos, entre 23 e 26 pontos. Deixamos escapolir um jogo em casa, que era importante, mas o Bahia joga muito bem fora de casa. Hoje conquistamos uma vitória importante, um adversário dentro da competição, que são entre nove ou dez equipes. Foi um confronto direto, abrimos uma boa vantagem - disse o treinador. 

Luxemburgo também falou sobre o próximo compromisso do Gigante da Colina, que será diante do Athletico Paranaense, no domingo (22/9), em São Januário. O treinador voltou a ressaltar que o Cruzmaltino precisa pontuar para ficar em um momento mais confortável na tabela e assim, sonhar mais alto.

- Agora teremos um confronto contra o Athletico Paranaense, um adversário muito difícil. A nossa competição é essa, o nosso elenco é esse, de qualidade, mas teremos dificuldades e o torcedor precisa nos abraçar, como tem feito. Eu estou aqui até o fim do ano e pretendo ficar para o ano que vem - disse Luxa, antes de elogiar os autores dos gols, Ribamar e Talles:

- O Talles vai ser um problema para nós. Porque em outubro tem o Mundial Sub-17, o mês que teremos mais jogos, quarta e domingo.  O Ribamar, eu gosto, é característica minha. Eu gosto de centroavante que jogue um pouco mais de bola, como Muller, Luizão... o estilo dele não era o que eu pretendia. Ele treinou separado e as informações que recebi foram muito boas. Ele aprimorou e melhorou. Para essa equipe ele é importante, porque ele é brigador, luta em cima, embaixo, cansa zagueiro. Sem problema nenhum eu ter voltado atrás.

Comente essa notícia

Videos

Nasci Pra Te Seguir

desenvolvido por: