Em 20/07/2019 às 19h38


Castan se emociona com gol, revela mensagem do filho e ressalta força do Caldeirão

Por: Matheus Babo

São Januário, Rio de Janeiro

O clássico contra o Fluminense marcou o retorno do capitão Leandro Castan aos gramados. E a volta não poderia ter sido melhor. O zagueiro marcou pela primeira vez com a camisa do Vasco e voltou a balançar as redes após sete anos. Feliz com o resultado e com a boa atuação após o período de inatividade, o camisa 5 falou com a VascoTV sobre este retorno e sobre a felicidade em receber os parabéns do filho Gabriel, que o mandou mensagem após o jogo.

image
Castan vibrou com a galera após o jogo (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

- Foram muitas coisas hoje, né? Meu último gol tinha sido em 2012. Depois de tudo que eu passei na minha carreira, o problema que eu tive, foi o primeiro gol. Então, é como se eu tivesse feito o primeiro gol na carreira. Foi muito emocionante, quando eu cheguei no vestiário tinha uma mensagem do meu filho, e ele falou que tava muito emocionado e tinha chorado muito, foi a primeira vez que ele me viu fazendo gol. Mas o principal foi a vitória do Vasco - disse o zagueiro após a partida, antes de completar:

- Ele (seu filho) tem 9 anos. Dei um celular para ele, minha mulher ficou meio braba, mas dei para poder falar com ele. Eu estou sempre fora, viajando. Aí cheguei depois do jogo e tinha uma mensagem dele, falando "papai, estou muito feliz, emocionado, até chorei". Respondi falando que amo muito ele. minha família é fundamente por tudo na minha vida.

image
Capitão foi muito festejado pelos companheiros e funcionários após o jogo (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Para o capitão, outro fator fundamental na vitória por 2 a 1 sobre o Fluminense foi a presença da torcida, que compareceu em peso a São Januário e apoiou o time do início ao fim. Ele ressaltou a força do Caldeirão, lembrou do tempo que jogou contra o Vasco no estádio e afirmou que com essa sinergia entre jogadores e torcedores será muito difícil o Vasco ser batido na Colina:

- Já vim aqui jogar contra o Vasco e peguei São Januário lotado. É difícil, não tem como. A torcida está comprando essa ideia. É uma torcida que sofreu muito nos últimos anos. Com a torcida junto, fica difícil bater nossa equipe aqui. Com o estádio cheio é outra motivação.

Comente essa notícia

Videos

#JamaisTerásACruz

desenvolvido por: