Em 24/06/2019 às 14h07


Marquinho se inspira na trajetória de ídolos para fazer história no Vasco

Por: Carlos Gregório Júnior

CT do Almirante, Vargem Pequena (RJ)

Com fome de bola! Foi dessa forma que o meio-campo Marquinho, de 32 anos, se apresentou ao Vasco da Gama na semana passada. Com passagem por equipes importantes, casos de Palmeiras, Botafogo, Fluminense, Udinense (ITA) e Roma (ITA), o experiente jogador retorna ao eixo Rio-São Paulo após ser o principal destaque do Athletico durante a disputa do Campeonato Paranaense. 

- Voltei a encontrar um pouco do meu futebol lá no Athletico, onde consegui fazer bons jogos, marcar gols, e ter um pouco destaque. Esse desempenho me fez voltar ao eixo Rio-São Paulo por uma equipe da grandeza do Vasco. Estou muito feliz, principalmente também pela chance de trabalhar com o Vanderlei e o Copertino, um dos amigos que fiz no futebol. Jogar contra o Vasco sempre foi muito difícil. Quando o time está bem, a torcida vem junto e a pressão é sempre muito grande. Hoje ter a oportunidade de jogar a favor é realmente gratificante - afirmou o armador.

image
Marquinho suando a camisa no CT do Almirante- Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.com.br

Embora tenha marcado época no Rio de Janeiro com a camisa do rival Fluminense, Marquinho conhece muito bem a mística da camisa cruzmaltina. Ainda garoto, quando batalhava pelo principal sonho, o meio-campista teve uma rápida passagem pelas divisões de base do Gigante da Colina. O novo camisa 8 também teve a oportunidade de atuar ao lado de dois dos principais ídolos da equipe de São Januário: Edmuno e Pedrinho.

- É bom trabalhar com o Ramon e o Germano, que foram ícones do clube. Também já tive a chance de jogar com o Pedrinho e o Edmundo, caras que fizeram história aqui dentro. Não cheguei a jogar junto, mas também admiro o Juninho Pernambucano. Eles são uma inspiração para qualquer um, e para mim não é diferente. Vou procurar dar meu máximo para conquistar coisas grandes e chegar um pouco perto desses caras. Sobre o número, qualquer um que escolhesse a responsabilidade seria grande, pois todos carregam o símbolo do Vasco - concluiu o novo camisa 8.

Confira a entrevista completa de Marquinho para a VascoTV:

Comente essa notícia

Videos

#JamaisTerásACruz

desenvolvido por: