Em 18/03/2019 às 16h20


Castan ressalta força do grupo, mira o título Carioca e foca no duelo com o Resende

Por: Matheus Babo

São Januário, Rio de Janeiro

O elenco vascaíno se reapresentou nesta segunda-feira (18/3), em São Januário, após a viagem para Cariacica. O capitão Leandro Castan conversou com os jornalistas e falou sobre o revés no duelo diante da Cabofriense, que encerrou uma sequência de 14 jogos sem derrota (dez vitórias e quatro empates - contando o último jogo de 2018). O zagueiro minimizou o resultado e ressaltou que o objetivo maior do clube é o título. Por isso, o focado vai ser em trabalhar já de olho no duelo contra o Resende, nesta quarta-feira (20/3), às 21h30, no Raulino de Oliveira.

image
Camisa 5 vem sendo um dos destaques do time na temporada (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

- Temos que encarar a derrota com muita indignação. Estamos em um clube grande. O normal aqui tem que ser vencer. Estamos classificados para a semifinal. Em nenhum momento deixamos a Taça Rio de lado. Até domingo estávamos invictos, tivemos dois empates em clássicos. Continuamos o nosso percurso, com o mesmo objetivo que é conquistar o Campeonato Carioca. Sabemos dos nossos problemas, o que temos que corrigir. A derrota ensina, mas a vitória também. Quando estávamos ganhando também havia cobrança por melhora. Vamos procurar melhor porque para ser campeão temos que melhorar sempre. Quarta temos um jogo difícil e vamos entrar muito focados - disse o camisa 5.

Castan também revelou que o elenco se cobra independente dos resultados conquistados. Mesmo quando estava invicto, existia esse tipo de conversa interna. Um dos jogadores mais experientes do elenco, o camisa 5 ressaltou que mesmo sem perder no ano estava tudo certo, como após sofrer uma derrota estará tudo errado. É preciso existir um equilíbrio:

- Desde o empate contra o Flamengo temos conversado muito sobre os aspectos que precisamos evoluir. Não é porque sofremos uma derrota que nada presta, como quando estávamos ganhando estava tudo certo. Tem que ter a cabeça fria para não achar que é o cara, como na derrota achar que você não vale nada porque não é assim. Continuamos trabalhando com os pés no chão e vamos em busca desse objetivo. Confio muito nos meus companheiros, confio muito na comissão técnica e vamos alcançá-lo.

Comente essa notícia

Videos

Conheça o novo uniforme 1 do Vasco

desenvolvido por: