Em 12/06/2015 às 11h18


Vascaínos participam do Campeonato Brasileiro de Menores Interseleções

Por: Fernanda Maia

image
Grazielle, Davi e Caio representam o Vasco no Brasileiro de Menores -
Foto: Fernanda Maia/Vasco.com.br

Três vascaínos figuram na lista dos 30 atletas que vão representar o Rio de Janeiro no Campeonato Brasileiro de de Menores Interseleções, que acontece neste fim de semana (13 e 14 de junho), em São Bernardo do Campo, São Paulo. Caio Henrique Ferreira, Davi Moreira e Grazielle Stefany são os cruzmaltinos entre os dez melhores colocados no ranking de cada categoria.

Caio chegou ao Vasco aos 13 anos, sem pretensão no atletismo, mas acabou se apaixonando pelo esporte. Hoje, aos 17 anos, resume o atletismo em sua vida como o seu futuro. O atleta conquistou a vaga no Brasileiro ao garantir o índice classificatório no Campeonato Estadual de Menores. Caio, que é aluno do Colégio Vasco da Gama, vai competir em duas provas, 110 e 400 metros com barreiras.

- Meu sonho é ser reconhecido e lembrado no mundo inteiro pelo que faço. Quero conquistar o Brasileiro, Mundial, Estaduais, Olimpíadas, quero ser campeão em tudo que eu competir e ser exemplo para os mais novos – disse.

Davi Moreira iniciou sua trajetória na equipe de São Januário através de sua irmã, que também era atleta cruzmaltina. No Vasco há seis anos e também aluno da escola localizada no clube, chega à participação no Campeonato Brasileiro de Menores aos 16 anos e traça como principal objetivo a classificação para o Mundial. Segundo colocado nos 110 metros com barreira e terceiro nos 400 metros com barreiras no Estadual, Davi garantiu a vaga no Brasileiro como o 7º melhor atleta no ranking das duas categorias.

- Encaro o atletismo como um trabalho. São tantos anos aqui no clube e eu não penso em parar. Quero disputar uma Olimpíada, se Deus quiser estarei lá em 2020 – falou.

Única representante do Vasco na equipe feminina, Grazielle tem 17 anos e chega com responsabilidade à disputa nacional. Primeiro lugar na prova dos 400 metros com barreira no Estadual, busca fazer o tempo de 1 minuto e 1 segundo para alcançar o índice para o Mundial. A atleta disputará também nos 400 metros rasos. 

- O atletismo para mim é tudo, é onde esqueço de tudo, uma terapia. Quero um dia representar o Brasil, participar de uma Olimpíada, ser reconhecida – comentou.

Coordenadora do atletismo vascaíno, Solange Chagas, comentou as dificuldades que os atletas enfrentam no dia-dia e parabenizou os jovens de sua equipe pelos resultados obtidos.

- Nós aqui do Rio de Janeiro somos prejudicados por não ter um lugar certo para treinar, eles não tem todas as condições necessárias para estar no ranking. Esses atletas são vitoriosos por passar por isso tudo e estar entre os dez melhores do país em suas categorias – declarou.

Comente essa notícia

Videos

Rolé no Rio - Leandro Castan

desenvolvido por: