Em 16/07/2017 às 19h13


Presidente Eurico Miranda reafirma posição do Vasco em relação aos acontecimentos em São Januário

Por: Larissa Ramos

Nilton Santos, Rio

image
Presidente Eurico Miranda concedeu entrevista coletiva- Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Após o empate diante do Santos, neste domingo (16/07), no Estádio Nilton Santos, o presidente Eurico Miranda concedeu uma entrevista coletiva e reafirmou a posição do Vasco da Gama em relação aos acontecimentos no clássico contra o Flamengo, realizado no último fim de semana em São Januário, e lamentou a ausência da torcida no 14º compromisso cruzmaltino no Campeonato Brasileiro.

"Fiz questão de dar coletiva e vou ressaltar. Vou falar muito pouco do jogo. Se tinha que sair um vencedor deveria ter sido o Vasco. Mas eu quero deixar muito claro a posição já externada. Tenho que deixar aqui o meu protesto a Rede Globo de televisão e todas as suas afiliadas. Fez uma matéria tendenciosa. Pediram para ter uma entrevista comigo. Eu sou contra entrevistas gravadas. Colocaram o que interessava, determinadas colocações que são minhas, mas no contexto. Em primeiro lugar, o grande interessado e o maior interessado que todos os episódios que ocorreram sejam esclarecidos é o nosso clube. O Vasco foi o primeiro a entrar na delegacia com um inquérito. Se colocou inteiramente à disposição das autoridades para o que fosse necessário e o que aconteceu, na verdade, é que uma atuação abusiva, temerária, excessiva por parte da polícia militar, que foi a grande responsável por tudo o que aconteceu. Não foi levada em consideração uma série de coisas que me foram colocadas, questionadas e que eu não deixei nenhuma sem resposta. Tudo que foi colocado por essa matéria da Globo são ilações, absurdamente nada comprovado. E o detalhe é que foi feito na véspera de um julgamento por parte do tribunal. Querendo responsabilizar por tudo que aconteceu o Vasco, que é o menor culpado. O Vasco tinha interesse no que aconteceu? O Vasco tinha interesse em jogar sem o torcedor? Claro que não. O Vasco permitiu esse tipo de coisa? O Vasco quer que tudo seja esclarecido. Se colocou desde o primeiro momento à disposição das autoridades para que se apurassse os verdadeiros culpados e os culpados fossem punidos"

- Culpa na direção do Vasco

"Vamos ter o julgamento segunda. Criar-se uma atmosfera de que o Vasco e a direção do Vasco é que seria culpada ou teria de uma certa forma estimulado o que aconteceu. Isso não precisa ter inteligência mediana não para ver que o Vasco não tinha interesse nenhum no que aconteceu. Desde o primeiro momento, o Vasco pediu e continua pedindo que as coisas sejam apuradas, que seja descoberto quem tem culpa e quem não tem culpa. Reafirmo: a atuação da PM foi abusiva, temerária, excessiva, negligente. Demonstrou incompetência. Eu disse na matéria da Globo que estranhava muito que o GEPE, que é o grupamento que cuida dos estádios, tivesse feito um relatório sobre São Januário e nenhum sobre acontecimentos na Ilha do Urubu. É tratamento diferenciado? Ou porque tem integrantes do GEPE que prestam serviços ao Flamengo? Nao quero entrar no mérito todo, mas disse também que a PM identificou um cara que não podia estar no estádio. Por que não prendeu? Por que o Vasco é obrigado a saber se fulano não pode estar no estádio? Se o Vasco não recebeu nenhuma informação. Na verdade, não adianta eu falar do prejuízo que foi causado ao Vasco no jogo de hoje. Hoje era para termos um estádio lotado, com a torcida, mas, mais uma vez, o Vassco demonstrou que nasceu para superar os obstáculos. O Vasco representa resistência. Então, o clube vai continuar resistindo".

- Prejuízo financeiro 

"O prejuízo financeiro de hoje, por alto, foi de aproximadamente 1 milhão de reais. Isso levando em conta o que você deixa de arrecadar e o que você precisou gastar. O prejuízo finaneiro nesse ponto, porém, é secundário. O maior prejuízo é o de ordem técnica, algo que não tem como calcular. O Vasco recebeu uma dupla punição. Perdeu mando de campo e teve que jogar com portão fechado. É por qual motivo? A CBF tinha determinado jogar em São Januário sem torcida, mas a PM disse com tranquilidade que não garantia a segurança no entorno de São Januário. E no entorno do Engenhão pode garantir? Qual a diferença? Isso foi uma retaliação clara da PM ao Vasco e que causou prejuízo".

- Julgamento no STJD

"Em relação ao julgamento, o Vasco irá apresentar os vídeos, as provas e  o que foi feito para evitar qualquer tipo de dano. Vamos mostrar também o plano de ação e todos os laudos. Agora, o resultado vai depender do julgamento dos auditores. Espero que eles entendam. Nem quero que o Vasco seja absolvido, mas que não seja penalizado da forma dura que estão dizendo. 25 jogos de punição? Não é por aí".

- Lista de torcedores impedidos de entrar nos estádios

"O Vasco não recebeu lista nenhuma de torcedores proibidos. Na realidade, isso não existe. O que existe é uma punição a uma torcida, a Força Jovem, e a outras, que impede que os integrantes identificados frequentem os jogos, que usem bandeiras, instrumentos, etc. Isso é o que tenho conhecimento. Os que foram identificados e punidos não podem entrar no estádio e precisam se apresentar numa delegacia. A PM sabe quem são esses torcedores. Por qual motivo não prendem? Não existe a lista e por isso que digo que a matéria exibida hoje cedo é maledicente, pois não procuraram dar a informação concreta".

- Biometria nos estádios de futebol

"Sou favorável a todas as medidas que sejam boas e úteis para o futebol, mas tem que saber como elas serão aplicadas. Como se aplica esse sistema de biometria? Ele será aplicado apenas no Rio de Janeiro ou em todo o Brasil? Pela biometria eu vou assistir ser identificado nos jogos dentro do Rio de Janeiro, mas o meu cadastro irá servir para quando eu for assistir um jogo fora também? Quem pode fazer essa identificação, vocês sabem mais do que ninguém, é um sistema digital. Na prática acho bom, como disse, acho ótimo, mas quero ver como funciona. Não sou contra a nada que venha beneficiar, mas hoje dias são criadas medidas que dificultam que o torcedor compareça no estádio".

- Ausência da torcida 

"A sensação é a pior possível. Eu não entendo futebol sem torcedor. Futebol sem torcedor é como um treino fechado. Então, jogar sem torcida foi o mais péssimo possível. O Vasco teve uma vitória em Salvador. Então, eu pergunto para vocês: se o jogo de hoje fosse em São Januário qual público teria? Eles tiraram o direito do torcedor de torcer pelo seu time. Não foi o Vasco, foram eles. E quem é o maior responsável? O Gepe da PM".

Comente essa notícia

Videos

Treino, 24/11/2017

desenvolvido por: