Em 31/08/2016 às 13h10


Dom de superar desafios: a trajetória de Douglas Luiz no Vasco

Por: Carlos Gregório Júnior

Dois jogos, atuações seguras e golaço marcado na estreia como titular em São Januário! Se a primeira impressão, na maioria das vezes, é a que fica, a de Douglas Luiz foi a melhor possível. Integrante da talentosa Geração 98, que acumula conquistas importantes na base, o jovem foi o grande destaque do Vasco da Gama na partida contra o Vila Nova, disputada na última terça-feira (30/08) na Colina Histórica.

image
Douglas Luiz puxa ataque vascaíno: volante brilhou contra o Vila Nova- Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Esbanjando personalidade, o volante comandou o meio-campo cruzmaltino e honrou a camisa 7, utilizada ao longo de toda a temporada por Andrezinho, um dos principais jogadores do atual elenco do Almirante. O bom desempenho fez Douglas Luiz deixar o gramado bastante aplaudido pela torcida. Outro que ficou encantado com a atuação foi o treinador Jorginho. O comandante rasgou elogios para o garoto durante entrevista coletiva (leia).

- Foi uma noite maravilhosa. Ver a torcida me aplaudindo após a partida foi bom demais, a realização de um sonho. Fiquei feliz por essa atitude mostrar que eles estão reconhecendo o meu esforço, todo o trabalho. O Jorginho me deu a oportunidade e só tenho que agradecê-lo por isso. A minha relação com ele é muito boa. Me acolheu muito bem e tem me deixado bastante à vontade para jogar, sempre me passa segurança, assim como todo o grupo. Ele sempre me pede para jogar avançado e não ter medo de arriscar chutes no gol. Graças a Deus, estou conseguindo fazer o que o Jorginho está pedindo e tenho ajudado o Vasco - disse a promessa cruzmaltina.

A trajetória de Douglas Luiz no Vasco se iniciou em 2013, quando ele foi aprovado numa peneira promovida em Itaguaí. Embora tivesse concorrentes na posição, o garoto da comunidade Nova Holanda, localizada na zona norte do Rio, não se intimidou e conquistou espaço rapidamente, tornando-se titular do sub-15 durante a conquista do Carioca daquele ano. Na temporada seguinte, mesmo sendo um ano mais novo, se firmou entre os 11 iniciais do sub-17 atuando como lateral-direito.

image
Douglas comemora gol sobre Flamengo na final do Carioca sub-17- Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

Carinhosamente chamado de "DG" pelos colegas de clube, Douglas teve um 2015 dos sonhos. Foi ele um dos grandes comandantes da equipe que recolocou o Vasco no topo do Rio de Janeiro na categoria sub-17 após 15 anos. As exibições consistentes o fizeram ser puxado para o sub-20 antes mesmo da virada do ano, além de ser inscrito para disputa da Copa São Paulo. Foi o volante, inclusive, um dos jogadores escolhidos pelo clube para participar da segunda etapa do PROMOVE, projeto cujo principal objetivo é preparar os destaques da base para o profissional (relembre).

- O início foi um pouco complicado. Quando cheguei, a equipe tinha acabado de ser campeã da Taça Guanabara, então sabia que não seria fácil me firmar no time. Tive a oportunidade e fiz de tudo para aproveitá-la. deu certo e eu acabei virando titular, graças a Deus. No primeiro ano de sub-17, a concorrência na minha posição também era grande. O treinador pediu minha ajuda e aceitei o desafio de jogar na lateral-direita. Foi um período importante e que me fez evoluir, crescer. Eu sempre tive dentro de mim essa coisa de arriscar, busco sempre agarrar as chances que são dadas - afirmou o volante de 18 anos.

image
Jorginho orienta Douglas durante treino em Cuiabá, no Mato Grosso- Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

O profissional passou a fazer parte da rotina na véspera do embarque para Lucas do Rio Verde (MT), onde o Cruzmaltino jogaria com o Luverdense pelo Brasileiro. Em virtude da ausência de diversos jogadores, o treinador Jorginho relacionou alguns atletas do sub-20 para a viagem e Douglas Luiz foi um deles. Ele não chegou a entrar em campo, mas seu rendimento nos treinos encantou o comandante, que o puxou definitivamente após o retorno para o Rio. A oportunidade, entretanto, surgiu na hora menos esperada.

Numa terça-feira, quando se preparava para a estreia do sub-20 no Torneio Otávio Pinto Guimarães, Douglas foi comunicado que deveria se apresentar ao profissional logo após o treino do júnior para viajar com a delegação para Santos e Juiz de Fora, substituindo Marcelo Mattos, que havia se lesionando na última atividade antes do embarque. Como fez ao longo de sua trajetória na Colina, o garoto agarrou a oportunidade e pulou mais uma etapa. O desafio agora é se manter, nada que ele não tire de letra.

image
Na viagem para Santos, Douglas posa com Nenê, de quem recebeu elogios- Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

Comente essa notícia

Videos

Desafio do Boliche em Atibaia (SP)

desenvolvido por: