Em 21/12/2015 às 17h14


Centro de Inteligência e Análise do Vasco é referência nacional

Centro de Inteligência e Análise do Vasco. O nome é novidade para praticamente todos os torcedores, mas em São Januário é uma realidade desde o início desta temporada. Elogiado pelo técnico Jorginho, que considera o trabalho "de excelência", o "CIA Vasco" tem participado até mesmo da busca por reforços do clube para o ano que vem.

Basicamente, o objetivo do departamento é analisar taticamente como as equipes e os respectivos adversários do sub-13 ao profissional do Cruz-Maltino jogam. Uma análise profunda, como explicou o analista tático Pedro Monteiro, que está no clube desde o início desta temporada.

– Trabalhamos em cima de comportamento do Vasco, tática e padrão, e não de números frios e vazios. Bem diferente do que a maioria faz. Temos nossas avaliações que criamos, nada vindo de fora, nada pré-estabelecido. Não fazemos bola roubada, perdida, etc. A informação é muito mais de como o Vasco joga e como os adversários jogam. O objetivo é fornecer informação para todos, desde a comissão técnica até a diretoria – disse ao LANCE!.

O CIA Vasco dispõe de uma sala em São Januário e, segundo Pedro, tem os mais modernos equipamentos de trabalho. Justamente por isso, vem sendo fundamental na busca por reforços. Todos os atletas pensados pela diretoria são analisados detalhadamente antes de dar continuidade à negociação.

– Temos mais de 200 critérios para avaliar um jogador. Com bola, sem bola. O que ele produz no jogo? O que ele faz? Todas as ações determinantes nós pegamos. A partir daí identificamos as características positivas que nos interessam e negativas do que não vamos querer. Observamos no mundo inteiro. Quando identificamos um perfil que se encaixaria, pegamos o nome e levamos para o treinador a para a direção – explicou Pedro Monteiro.

E não são apenas os jogos que têm grande acompanhamento. O CIA Vasco também assiste e filma todos os treinos. No início do ano, chegaram a usar um drone para filmar as atividades em São Januário, mas depois mudaram de ideia, já que o estádio permite uma visão "de cima".

Somente o CIA Vasco e o departamento médico, além de Jorginho e sua comissão particular, sobreviveram após a reformulação que o departamento de futebol passou depois que o rebaixamento à Série B foi confirmado.

JORGINHO RASGA ELOGIOS: 'TRABALHO DE EXCELÊNCIA'


O técnico Jorginho é um grande admirador do trabalho do CIA Vasco. Perguntado sobre o departamento, ele fez questão de rasgar elogios e reforçar a importância do setor para o time ao longo desta temporada:

– É um trabalho muito importante, tanto do Pedro (Monteiro) quanto do Sandro (Gomes) e do Cleber (dos Santos), que na realidade já tem muita experiência de campo. Trabalhou na base do Flamengo e do Audax como treinador. Temos contato direto com eles. O Cleber fica na beira do campo analisando o time adversário e tira as informações sobre eles. Tudo isso é o trabalho da análise de desempenho. E eles também observam quem está se destacando, mapeiam tudo. O análise de desempenho não é mais aquela parte do clube onde pega vídeo do adversário só para ir lá e ver melhores momentos. O trabalho é de excelência e contribuiu muito para nós.

Jorginho também admitiu que tem se reunido no CIA Vasco para analisar possíveis reforços para 2016, mas não quis revelar nenhum nome estudado.

– Tenho me reunido com o Pedro, pedi para observar alguns atletas. Todo esse material ele vai passar pra mim e eu vou analisar – disse o treinador.

ENTENDA O QUE É O CIA VASCO

Conceito: A ideia do Centro de Inteligência e Análise do Vasco é estudar e observar todos os detalhes de jogos e treinos do Cruz-Maltino, dos adversários e até de possíveis reforços.

Métodos: O CIA Vasco tem uma sala em São Januário equipada com computadores e softwares de última geração, segundo o analista tático Pedro Monteiro. No total, são nove profissionais que assistem a todos os jogos e treinos da base e do profissional e depois passam as informações para a comissão técnica.

Divisão: Quatro analistas táticos cuidam exclusivamente do elenco profissional. São eles: Pedro Monteiro, Alberto Tenan, Cleber dos Santos e Sandro Gomes. Outros cinco profissionais ficam responsáveis pelas categorias de base, já que o CIA Vasco atende também o sub-13, sub-15, sub-17 e sub-20.

Reportagem escrita por João Matheus Ferreira para a edição impressa do Jornal Lance de 21 de dezembro de 2015.

Comente essa notícia

Videos

Torcedora realiza sonho em São Januário

desenvolvido por: