C. R. Vasco da Gama

Escudo - Vasco da Gama

Notícias

Sul-Americana 2011

Vasco joga melhor, mas Universidad empata no fim

Vascão é superior durante todo o jogo, mas é castigado no final

24/11/2011 - 0h17

Bernardo marcou o gol vascaíno

Nesta quarta-feira, o Vascão empatou na sua despedida de São Januário na temporada 2011 com o Universidad por 1 a 1, na partida de ida da semifinal da Copa Sul-Americana. O gol vascaíno foi marcado por Bernardo, ainda no primeiro tempo.

Com o resultado, o Cruz-Maltino precisa de uma vitória simples ou um empate com mais de um gol (2 a 2 em diante) no Chile para ir à final.
 

O jogo

Vasco sai na frente em etapa movimentada

O Vascão entrou pela última vez no seu Caldeirão na temporada, querendo fazer bonito perante a sua torcida, acarretando um bom resultado para a partida da volta. Durante a semana, o técnico Cristóvão Borges declarou que além de vencer não queria levar gol na Colina Sagrada. Com a contusão de Eder Luis, o jogador está fora da temporada devido à uma fratura no pé, e a suspensão de Diego Souza, Bernardo e Allan for escalados como titulares.

A equipe chilena veio embalada em busca do seu primeiro título internacional, com uma invencibilidade de 28 jogos. O time é comparado com o Barcelona da Espanha por causa do seu futebol ofensivo.

O Universidad começou marcando a saída de bola vascaína, com seus três atacantes pressionando os zagueiros do Vasco, para atrapalhar o time da casa. O Cruz-Maltino, por sua vez, trocava passes para controlar a partida no meio de campo. Na sua primeira boa escapada, Juninho recebeu passe de Bernardo e arriscou de longe, mas o goleiro fez a defesa.

Com passes envolventes e os dribles de Felipe, o Gigante da Colina fez nova jogada que quase resultou em gol. Elton tocou para o Maestro na entrada da área, driblou o zagueiro e chutou. A bola foi para Bernerdo, que finalizou em cima da defesa, mas o bandeirinha já havia marcado impedimento.

Aos 12 minutos, mais uma bela jogada do Vascão. Felipe tocou para Jumar, recebeu de volta e de primeira ajeitou para Juninho, que rolou a bola para Allan chutar para fora. La U trocava passes no meio, com muita calma, para diminuir o ímpeto ofensivo do Gigante da Colina, além da forte marcação no seu campo ofensivo.

Assim, os jogadores vascaínos estavam com dificuldades para criar as jogadas, pois a saída de bola estava prejudicada. Quando conseguia chegar na frente, não conseguia criar boas oportunidades, porque os chilenos se fechavam, mostrando sua variedade tática.

O Cruz-Maltino tornou a assustar com Felipe. Juninho tocou para Bernardo que tabela com o Maestro dentro da área, para sua finalização para fora. Aos 30 minutos, a melhor oportunidade até então. O camisa seis da Colina recebe lançamento do Reizinho e ajeitou para Elton soltar uma bomba, que explodiu no travessão.

Dois minutos depois, Reizinho mostrou porque é considerado um dos melhores cobradores de falta da história. Juninho bateu da intermediária, direto para o gol, a bola fez uma curva impressionante, mas Herrera salvou. Aos 32 não teve jeito. Fagner tenta lançamento, que desvia na zaga, e a bola sobre limpa para Bernardo dominar no peito, girar e abrir o placar no Caldeirão.

O restante da etapa, a Universidad de Chile começou a pressionar mais no ataque, criando algumas oportunidades, como o chute para fora de Mena de dentro da área, mas sem conseguir passar da Muralha vascaína.
 

Vasco controla meio de campo, mas é castigado no final

O segundo tempo começou muito parecido com o primeiro: a Universidad adiantando sua marcação e o Trem-Bala, na base da troca de passes, controlando o meio de campo, mas sem criar oportunidades reais de gols nos dez minutos iniciais.

Aos 14 minutos, Felipe recebeu a bola na entrada da área de Fagner, limpou a marcação e finalizou forte, mas a bola subiu muito. Foi o último lance do Maestro que foi substituído, por cansaço, por Fellipe Bastos.

La U chegou pela primeira vez com perigo aos 18, após uma jogada rápida pela direita, Vargas chutar cruzado para a defesa de Fernando Prass. O Gigante da Colina seguia com controle da partida no meio de campo, com a marcação bem encaixada e posse de bola.

Bernardo respondeu pelo Vascão. O camisa 31 carregou a bola pelo meio e arriscou o chute de longe, mas a bola passa a esquerda do gol defendido por Herrera. Aos 27 minutos, Rômulo sofreu falta feia na intermediária. O Reizinho foi para a cobrança e colocou a bola na cabeça do Mito Dedé, que finalizou em cima do goleiro.

Melhor em campo, com a zaga se adiantando em todas as jogadas da Universidad, o Trem-Bala fazia boas jogadas no meio de campo, como o chapéu de Alecsandro no meio de campo no seu marcador.

Contudo, aos 33 minutos, La U empatou em uma bola parada. Osvaldo González subiu livre, no meio da zaga vascaína, e tocou de leve para vencer Fernando Prass. O Trem-Bala não se abateu com o golpe e seguiu no ataque.

Juninho Pernambucano colocou a bola na cabeça de Alecsandro em cobrança de falta. O camisa nove sobe sozinho, mas cabeceia para fora com muito perigo. Os chilenos passaram a travar o jogo no meio de campo com faltas, algumas mais ríspidas.

A última oportunidade vascaína foi aos 42 minutos em uma jogada semelhante a anterior. Reizinho cobra falta, Alecsandro raspa de cabeça e o goleiro Herrera faz uma boa defesa, que garantiu o empate para o Universidad. No último lance do jogo, Bernardo foi derrubado pelo marcador, mas o árbitro mandou seguir para o protesto dos jogadores e da torcida.
 

Próximos jogos

O Gigante da Colina vai enfrentar o Fluminense, neste domingo (27/11), às 17h, no Engenhão pela 37ª  rodada do Campeonato Brasileiro. A partida da volta contra o Universidad de Chile está marcado para a próxima quarta-feira (30/11), às 21h 50. O estádio onde vai ocorrer o jogo ainda não foi definido.

 

FICHA TÉCNICA
VASCO 1 X 1 UNIVERSIDAD DE CHILE (CHI)

Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 23/11/2011 - 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Antonio Arias (PAR)
Auxiliares: Rodney Aquino (PAR) e Carlos Cáceres (PAR)
Cartões amarelos: Jumar, Juninho (VAS); Mena, Osvaldo González (UNI)
Gols: Bernardo, 32'/1ºT (1-0); Osvaldo González, 33'/2ºT (1-1)

VASCO: Fernando Prass; Fagner, Dedé, Renato Silva e Jumar; Rômulo, Allan (Leandro, 39'/2ºT), Juninho, Felipe (Fellipe Bastos, 15'/2ºT); Bernardo e Elton (Alecsandro, 19'/2ºT). Técnico: Cristovão Borges (interino).

UNIVERSIDAD DE CHILE: Herrera; Osvaldo González, Marcos González,  Rojas e Mena ; Aránguiz (Marino, 32'/2ºT), Díaz, e Lorenzetti (Rodriguez, 32'/1ºT); Vargas, Canales e Castro (Acevedo, 43'/2ºT). Técnico: Jorge Sampaoli.

Outras Notícias