C. R. Vasco da Gama

Escudo - Vasco da Gama

Notícias

Adilson Batista: “Aceitei o desafio, porque sei que é possível"

29/10/2013 - 15h16

Após o anúncio da saída de Dorival Júnior na noite da última segunda-feira, a diretoria do Vasco da Gama agiu rapidamente e, já na manhã desta terça-feira (29), acertou com o novo técnico do time, Adilson Batista. Em entrevista exclusiva ao site oficial do clube (vasco.com.br), o recém contratado explicou o que espera do seu trabalho e como pretende ajudar o Vasco a se livrar da incômoda colocação na zona de rebaixamento.

Gabaritado por já ter feito grandes trabalhos, como no Cruzeiro, vice-campeão da Libertadores de 2009, e por também ter enfrentado situações semelhantes ao atual momento do Gigante da Colina, evitando o rebaixamento de Grêmio (2003), Paysandu (2004) e Figueirense (2005), Adilson afirmou que aceitou o desafio vascaíno por acreditar que é possível evitar o descenso neste campeonato:

- Recebi o convite ontem à noite do Ricardo Gomes. Sei da importância e o que representa trabalhar em um clube como o Vasco. Aceitei o desafio, porque sei que é possível, acredito no trabalho. Já vivenciei momentos difíceis como este, e fomos vitoriosos – explicou o técnico.  

Para Adilson, é importante, na conjuntura atual, vivenciar jogo a jogo. São sete jogos até o final do Brasileiro, e o novo comandante ratificou a importância de encarar cada partida como uma decisão e contar com o apoio da torcida, já que o Vasco ainda vai fazer quatro jogos em casa. Após o acerto, Adilson entrou em contato com o staff vascaíno, em especial com Jorge Luís (auxiliar técnico), Carlos Germano (preparador de goleiros) e Ricardo Gomes, a fim de obter maiores informações sobre o elenco. O novo treinador vinha acompanhando a equipe:

- Faz parte da obrigação profissional enquanto técnico acompanhar os campeonatos em andamento, tenho tudo do Vasco gravado em arquivo. O time fez bons jogos recentemente, mas teve problemas com lesão. Bons valores da base também estavam sendo utilizados. É importante mesclar juventude e experiência, dividir responsabilidades, aproveitar o momento. Precisamos ter controle, organização, melhorar autoestima, acreditar, e ser um time organizado, sem loucura e desespero – afirmou Adilson, que já trabalhou com alguns jogadores do elenco atual, como Pedro Ken e Bernardo, ambos no Cruzeiro, além de ter enfrentado Juninho Pernambucano como jogador.

Fotos: Marcelo Sadio/Vasco.com.br

Outras Notícias