C. R. Vasco da Gama

Escudo - Vasco da Gama

Notícias

Vasco joga bem, mas fica no empate com o Fluminense

09/02/2013 - 19h01

O clássico entre Vasco e Fluminense, que teve início no dia 11 de março de 1923, com uma vitória do Gigante por 3 a 2, completa 90 anos em 2013. Ao longo dessas nove décadas, o Vasco venceu 133 vezes, empatou 100 (contando o resultado de hoje) e foi derrotado em 113 oportunidades. Neste sábado (09), um novo capítulo foi escrito. Às 17h, no estádio do Engenhão, as duas equipes entraram em campo para o jogo de número 346 da história do confronto, pela sexta rodada da competição. Em campo, o Cruzmaltino jogou bem, abriu o placar, mas viu o Fluminense conseguir o empate nos minutos finais. Com o resultado, o Vascão caiu para a terceira colocação do grupo A, com 10 pontos, quatro a menos que o líder Botafogo. Agora, o Gigante da Colina volta a campo no próximo domingo (17), quando receberá a equipe do Audax Rio, em São Januário, às 16h, pela sétima rodada da Taça Guanabara.

O jogo
Vasco domina e abre o placar

Foi o Fluminense quem deu a saída de bola, mas a primeira jogada de ataque foi do Vasco, com Carlos Alberto, que lançou o Demolidor Tenório, mas a Digão afastou. Aos três, Wendel fez falta em Wellington Nem e houve um princípio de confusão, mas logo os ânimos se acalmaram. Aos seis, Nei faz boa jogada e toca para Tenório, que domina e gira, mas é travado na hora de bater.

Aos nove o primeiro ataque do Fluminense, Bruno foi lançado e cruzou para Fred, que dominou tocando para Edinho, mas na hora do chute a bola desviou na zaga e Alessandro praticou boa defesa. Aos 14, Nei levantou na área e Dedé desviou para o meio, mas Eder Luis não conseguiu chutar para o gol. Quase o Vasco abriu o placar. Cinco minutos depois, Eder Luis levantou para Carlos Alberto, que tocou para o meio, a bola acabou batendo, segundo o assistente, no braço de Tenório e entrou no gol, mas o árbitro anulou o lance.

Aos 19, Eder Luis arriscou de muito longe e levou perigo ao goleiro Diego Cavalieri. Aos 23, Fred recebeu de Edinho e, na cara do goleiro vascaíno, dominou e bateu forte, para a brilhante defesa de Alessandro. Aos 29, Carlos Alberto tentou cruzar na área, mas a zaga do Fluminense afastou o perigo. Aos 32, Jean tocou para Carlinhos, que chutou de longe para a defesa de Alessandro.

Aos 38, Carlinhos cruzou para Fred, que pegou de primeira e a bola explodiu no travessão. No rebote, Wellington Nem tentou de cabeça, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora. Aos 42, Wendel cruzou para Tenório, que desviou para trás, e Jean, marcado por Carlos Alberto, acabou cortando errado, contra o próprio patrimônio, abrindo o placar para o Vascão.

Aos 45, Carlos Alberto deu ótimo passe para Eder Luis, que invadiu a área e bateu cruzado, a bola passou raspando a trave e saiu em tiro de meta. Com um minuto de acréscimo, o árbitro Grazianni Maciel Rocha encerrou o primeiro tempo, onde o Vasco foi melhor, mas, em algumas oportunidades, o Fluminense conseguiu chegar com perigo, parando na ótima atuação do goleiro Alessandro.

Vasco pressiona, mas Fred empata no fim

Sem mudanças, o Vascão voltou para a segunda etapa e partiu para cima.  Aos cinco, Dedé foi ao ataque e arriscou de longe, mas a bola saiu em tiro de meta. Aos oito, Jean cobrou falta, mas Dedé subiu de cabeça e cortou para escanteio. Aos 13, após boa jogada de Wendel, que dividiu com Bruno, o Vasco ganhou escanteio.

Dois minutos depois, Tenório sofreu falta perigosa e Carlos Alberto cobrou na rede pelo lado de fora, levando muito perigo ao gol do Fluminense Aos 19, em cobrança de escanteio, Wendel levantou na área, mas a Leandro Euzébio afastou. Três minutos depois, Jean cruzou para a área do Vasco e a zaga vascaína mandou para longe o perigo. Aos 24, Fred foi lançado, mas Alessandro saiu do gol e conseguiu ficar com a bola.

Aos 28, Carlos Alberto driblou Felipe e sofreu falta. Na cobrança, Nei chutou firme e quase ampliou para o Gigante, mas a bola saiu em tiro de meta. Aos 36, Abuda roubou a bola de Digão e arriscou, mas a bola passou longe do gol. Dois minutos depois, no contra-ataque, Wellington Nem tocou para Fred, que cruzou rasteiro para Marcos Junior, que desviou de letra para a ótima defesa do goleiro Alessandro, salvando o Vasco.

Aos 41, Carlos Alberto roubou a bola e lançou Pedro Ken, que avançou sem marcação e arriscou de longe, mas a bola saiu em tiro de meta. No minuto seguinte, em resposta, Carlinhos cruzou e Fred cabeceou sem chances para Alessandro, empatando o jogo. Aos 48, o árbitro encerrou a partida. Esta foi o empate de número 100 entre Vasco e Fluminense na história do “Clássico dos Gigantes”.

Próximo Jogo
O Gigante da Colina volta a campo no próximo domingo (17), quando receberá a equipe do Audax Rio, em São Januário, às 16h, pela sétima rodada da Taça Guanabara.

Ficha Técnica
FLUMINENSE 1 X 1 VASCO

Local: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 09/02/2013 – 17h (de Brasília)
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha
Auxiliares: Luiz Cláudio Regazone e Marcos Sivolella do Nascimento
Cartões amarelos: Edinho, Jean, Digão, Fred e Leandro Euzébio (FLUMINENSE); Wendel e Carlos Alberto (VASCO)
Gols: Jean (C), 42/1ºT (0-1); Fred, 42/2ºT (1-1);

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno (Wellington Silva, 30/2ºT), Leandro Euzébio, Digão e Carlinhos; Valencia (Felipe, 25/2ºT), Jean, Wagner e Edinho (Marcos Júnior, intervalo); Wellington Nem e Fred. Técnico: Abel Braga.

VASCO: Alessandro, Nei, Dedé, Renato Silva e Dieyson (Fellipe Bastos, 41/2ºT); Abuda, Wendel (Fillipe Soutto, 27/2ºT), Pedro Ken e Carlos Alberto; Eder Luis e Tenorio (Bernardo, 31/2ºT). Técnico: Gaúcho.

Outras Notícias