C. R. Vasco da Gama

Escudo - Vasco da Gama

Notícias

Sul-Americana

Em jogo truncado, Vasco perde para Universitario

Time entra com fita preta sobre a cruz de malta em homenagem a Pai Santana

02/11/2011 - 23h47

O Vascão foi surpreendido pelo Universitario, empurrado por sua torcida, nesta quarta-feira (02) ao perder por 2 a 0, no estádio Monumental, em Lima, Peru. Os gols foram marcados por Ruidiaz no primeiro tempo e Fano no segundo.

Com o resultado, o Cruz-Maltino precisa vencer por mais de dois gols de diferença em São Januário para a classificação direta. Dois a zero vai para pênaltis.

O Gigante da Colina colocou uma fita preta sobre a cruz de malta em homenagem ao Pai Santana, massagista folclórico e símbolo do clube que faleceu aos 77 anos nesta terça-feira (01/11) de insuficiência respiratória decorrente de uma pneumonia. Foi ainda respeitado um minuto de silêncio em sua memoria antes da partida.


O jogo

Primeiro tempo truncado

Cristovão Borges decidiu poupar alguns titulares para o próximo confronto da equipe no Brasileirão, contra o Santos. Com isso, apenas três jogadores, Fernando Prass, Allan e Fellipe Bastos, que enfrentaram o São Paulo no último domingo foram à campo. Fagner e Diego Souza retornaram ao time após cumprirem suspensão contra o Tricolor Paulista para pegarem ritmo de jogo. Nilton, mais uma vez, foi deslocado para a zaga.

O Universitario, por sua vez, entrou no jogo em crise. Segundo a imprensa local, os atletas não recebem seus salários há cinco meses e pode correr risco de rebaixamento. Mesmo assim, a torcida compareceu e bom número para apoiar o time.

O Vascão começou a partida buscando controlar o meio de campo para conter o impeto ofensivo dos peruanos empurrados pelos seus torcedores. Aos nove minutos, contudo, Nilton saiu errado e Fano recebeu a bola na corrida, cruzou para Ruidías ajeitar e chutar rasteiro, de dentro da área, para a defesa da Muralha.

Entusiasmados, La U voltou à assustar. Fano ajeitou para Vitti chutar em cima de Doglas. No rebote, o próprio jogador o pegou e chutou à esquerda com muito perigo. O Trem-bala respondeu aos 16 minutos com Diego Souza. Julinho deu passe para Diego Rosa bater sobre a zaga. A bola sobra para o camisa dez vascaíno, que pega muito em baixo e ela passa por cima do travessão.

Melhorando no jogo, Bernardo cobrou uma falta lateral para dentro da área e Douglas, de costas para o gol, cabeceou para fora. Instantes depois, o camisa 31 vascaíno encontra Diego Souza na entrada da área e o meia toca de primeira para Allan finalizar com perigo.

Em um contra-ataque rápido, Ruidíaz fez bela jogada, cruzou para Fano subir para cabecear, tirando de Fernando Prass, porém Nilton aparece como um raio e salva em cima da linha. Depois deste lance, os dois times passaram a errar muitos passes e cometer um número excessivo de faltas, algumas mais ríspidas, travando a partida no meio de campo.

O Universitario só voltou a assustar aos 30 minutos com Fano, que após uma jogada confusa, chutou forte para a defesa de Prass. O Gigante da Colina retrucou no ataque seguinte onde Fellipe Bastos bateu de longe e  Llontop conseguiu agarrar a bola.

Aos 35, o árbitro marcou um pênalti duvidoso de Diego Rosa em Torres.  Ruidíaz foi para cobrança e converteu para os peruanos. O jogadores da La U, começaram a fazer faltas nos jogadores cruzmaltinos, impedindo-os de armar as jogadas.

Fano, em um contra-ataque rápido, fez ligação direta para Ruidíaz, que esticou para Flores disparar e tocar por cima de Prass, mas Nilton, mais uma vez, apareceu para salvar o time.  Foi o último lance de perigo da primeira etapa.


Vasco para na marcação e não consegue reagir

No começo do segundo tempo, a partida seguiu acirrada no meio de campo. A primeira oportunidade de gol foi do Vascão com Bernardo. O meia sofreu falta perto da entrada da área e o próprio foi para a cobrança, que passou com veneno, raspando a trave de Llontop.

Mais animado do que na primeira etapa, o Gigante da Colina controlou o meio de campo para pressionar o adversário. Porém, não conseguia transformar a superioridade em chances de gols, pois esbarrava na forte marcação do Universitario.

Aos 12 minutos, Alecsandro teve a chance de empatar o placar. O camisa nove recebeu de Allan dentro da área e finalizou forte na saída do goleiro, mas a bola vai para fora. No contra-ataque, Torres lançou Fano, que disparou para ampliar a vantagem peruana.

Com dois gols de desvantagem, Cristóvão colocou o time para frente com a entrada do atacante Leandro no lugar do volante Diego Rosa. Mesmo mais ofensivo, o Gigante da Colina continuava sem conseguir transformar a posse de bola em oportunidades.

Em uma das escassas chances, Nilton bateu falta em cima da barreira. O Vascão lutava muito para diminuir o placar, mas não conseguia superar a marcação adversária. Aos 41, Ruídiaz arrancou pela esquerda, invadiu a área e chutou para a defesa de Fernando Prass. Foi o último lance de perigo do jogo.


Próximos jogos

O Vascão vai à Vila Belmiro enfrentar o Santos pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro neste domingo (06), às 17h. E a partida da volta das quartas de final da Copa Sul-Americana ocorrerá na próxima quarta-feira (09), às 21h 50, em São Januário.

 

FICHA TÉCNICA

UNIVERSITARIO 2 X 0 VASCO

Local: Estádio Monumental, Lima (PER)
Data: 02 de novembro de 2011, quarta-feira
Horário: 21h 50 (de Brasília)
Árbitro: Carlos Vera (EQU)
Assistentes: Christian Lescano (EQU) e Carlos Herrera (EQU)
Cartões amarelos: Ramanal, Vitti (UNI); Bernardo, Leandro, Nilton, Fellipe Bastos (VAS)

Gols:  Ruidíaz (37'/1T); Fano (13'/2T)

UNIVERSITARIO (PER): Llontop, Mendoza, Galván, Galliquio e Rabanal; Miguel Ángel orres (Ampuero, 31'/2T), González, Flores e Vitti (Rainer Torres, 43'/2T); Ruidíaz e Fano (Andy Polo, 18'/2T).                                                                                                                                          Técnico: José Del Solar.

VASCO: Fernando Prass, Fagner, Douglas, Nilton e Julinho (Márcio Careca, 40'/2T); Diego Rosa (Leandro, 18'/2T), Allan, Fellipe Bastos, Bernardo e Diego Souza (Patric, 44'/2T); Alecsandro.
Técnico: Cristovão Borges (interino)

Outras Notícias