Acácio - Acácio Cordeiro Barreto

Acácio Cordeiro Barreto

Em 1982 teve sua chegada ao Vasco marcada por uma grande missão: assumir o lugar de Mazaropi. Na reta final do campeonato de 1982, o então técnico do Vasco Antônio Lopes, modificou cinco posições do time, a começar pelo goleiro, e assim Acácio passou a titular no lugar do Mazaropi. Na sua primeira temporada no clube já conquistou o título do campeonato carioca. Durante os nove anos seguidos, Acácio se tornou o dono absoluto da camisa 1 vascaína, com exceção apenas no ano de 1984, quando fez revezamento com Roberto Costa. Em 1987 e 1988, o goleiro conquistou com o clube, o bicampeonato Carioca. No ano de 1988, Acácio conseguiu uma marca inesquecível para sua carreira, quando permaneceu 879 minutos sem sofrer gols. Assim, Acácio Cordeiro Barreto entrou para a história do Campeonato Brasileiro, como o quarto maior tempo de um goleiro sem levar gols. No ano de 1989, além de levantar o caneco do tricampeonato do Troféu Ramón de Carranza (em 87 e 88 os títulos foram vascaínos), o arqueiro contribuiu o segundo título nacional do Vasco. Durante a competição, Acácio foi um dos destaques do Gigante da Colina, inclusive na partida decisiva do campeonato. Na ocasião o Vasco venceu o São Paulo por 1 a 0, em pleno Morumbi, e com uma das melhores atuações do goleiro com a camisa vascaína, o Clube da Cruz de Malta venceu a competição naquele ano.

Videos

Bastidores | Vasco 2 x 0 São Paulo | Brasileirão 2018

desenvolvido por: