Colégio Vasco da Gama

O Club de Regatas Vasco da Gama, fundado em 21 de agosto de 1898 e considerado de utilidade pública pela Lei nº. 949 de 02 de junho de 1966, é uma sociedade civil, sem fins lucrativos, caracterizando-se como Entidade Desportiva, Recreativa, Assistencial, Educacional e Filantrópica.

 O Vasco tem por tradição revelar grandes atletas de nível nacional e internacional, e os adolescentes que por aqui passam e que residem nos alojamentos do clube são matriculados e freqüentam escolas particulares, custeadas pelo clube. A Assistente Social é responsável pela matrícula e pelo acompanhamento desses atletas.

Em 1989 foi elaborado um projeto visando trazer a escola para as dependências do clube. Desta forma, seria possível considerar as peculiaridades da profissão para a qual estão se preparando, já que a rotina de treinamentos diários, os jogos e as viagens nem sempre coincidem com os horários escolares.

Surgiu, então, a necessidade de criar uma escola regular mantida pelo clube, na qual o planejamento anual das atividades escolares seria feito em comum acordo com o planejamento dos departamentos profissional e amador, garantindo a assiduidade dos alunos às aulas e, conseqüentemente, um melhor desempenho escolar por parte dos atletas.

Em 2003, foi assinado um convênio com uma escola particular, a título experimental, matriculando 90 alunos-atletas em 6 turmas do Ensino Fundamental, utilizando as dependências do clube.  Essa experiência apresentou os resultados esperados.

Recentemente foi editada pelo Juiz da 1ª Vara da Infância e da Juventude da Comarca da Capital – RJ a Portaria nº 08/2003, que dispõe sobre a adequação aos princípios legais da Lei Federal nº 8.069/00 (Estatuto da Criança e do Adolescente-ECA) pelas entidades de prática desportiva mantenedoras de alojamentos destinados a abrigar atletas profissionais e amadores com idade inferior a 18 (dezoito) anos. Em seu Artigo 91, a portaria esclarece que "a entidade de prática desportiva providenciará, obrigatoriamente, as matrículas dos adolescentes na rede oficial de ensino, zelando pela freqüência dos mesmos nas atividades escolares, em todos os níveis, bem como no acompanhamento do seu desempenho."

Embora o Club de Regatas Vasco da Gama tenha servido de modelo na elaboração da referida Portaria por respeitar os direitos das crianças e adolescentes e apresentar um trabalho de qualidade, sua meta é aprimorar e elevar o nível de educação de seus atletas, garantindo a tranqüilidade dos pais, que estão distantes, e dos dirigentes do clube, que são guardiões desses adolescentes, e, principalmente, garantir a filosofia do clube de não só formar grandes atletas, mas também grandes cidadãos, conscientes de seus direitos e deveres.

Considerado um marco na história dos clubes de futebol do Estado do Rio de Janeiro, o Colégio Vasco da Gama foi criado após a constatação dessas dificuldades enfrentadas pelos atletas para conseguir conciliar o esporte com os estudos, com o objetivo de facilitar a vida educacional dos esportistas de todas as modalidades do clube, acompanhando-os integralmente.

O Colégio Vasco da Gama foi inaugurado em 08 de março de 2004, autorizado a funcionar pelo Processo E03-202.604/2003 e amparado pela Deliberação-231/98(Artigo 20 III A e B). Desde então, o clube mantém integralmente o Colégio e todas as suas despesas, como fornecimento de uniforme, de material didático e de alimentação. Em 2009, o Colégio obteve sua autorização definitiva através da Portaria SEEDUC/SUGER/AUT Nº 02 de 14 de julho de 2009, substituindo o laudo favorável, consolidando a seriedade do trabalho realizado pelos profissionais envolvidos na educação desses jovens atletas.

O Colégio Vasco da Gama, em seus 11 anos de existência, já formou 240 alunos, sendo  173 do Ensino Fundamental e 67 do Ensino Médio. Vários atletas conhecidos estudaram no Colégio, como, por exemplo, Phillipe Coutinho, Alex Teixeira, Alan Kardec, Josef de Souza Dias (Souza) e José Cestaro, entre outros que atualmente jogam em diversos times.

Além do diferencial de ser um clube que conta com uma instituição de ensino em suas dependências especialmente para seus atletas, o Vasco pode também se orgulhar dos resultados obtidos pelos alunos de seu Colégio nas avaliações de universidades públicas e particulares. Em 2009, o aluno João Marcos Quintanilha foi aprovado no vestibular de Educação Física da UERJ, enquanto que Caio Vinicius de Oliveira Amaro obteve bolsa de 100% em uma universidade particular por sua nota no ENEM. Além desses, muitos outros hoje estudam em diferentes cursos universitários.

Atualmente, o Colégio atende 287 (duzentos e oitenta e sete) atletas das seguintes modalidades: futebol, basquete, remo, voleibol, natação, atletismo e futsal. Com uma estrutura que conta com 9 salas de aula, auditório, biblioteca, secretaria administrativa, sala dos professores, coordenação e direção, o Colégio Vasco da Gama é mais do que a concretização de um projeto social, tendo se tornado a consolidação do futuro dos nossos atletas cruzmaltinos perante a sociedade.

Videos

Treino - 23/08/2017

desenvolvido por: